Preocupação...
Plantas

Preocupação...


Hoje passamos por momentos delicados e preocupantes.
Ao chegarmos ao Colégio observamos um pequeno foco de incêndio na base de uma pedreira, em direção à Serra da Batalha. Comunicamos ao Corpo de Bombeiros, mas até o final da manhã não tivemos retorno. Como o fogo se espalhou, subindo a pedreira e atingindo a vegetação mais alta em seu topo, entramos em contato com a Secretaria de Meio Ambiente, que rapidamente acionou o Corpo de Bombeiros que, então, foi até as proximidades do Colégio para verificar.
No entanto, os bombeiros nada puderam fazer, uma vez que o acesso ao local não era possível e para apagar o foco de incêndio seria necessário um helicóptero (segundo informação dos mesmos).
Alguns podem achar que foi precipitação a nossa solicitação aos bombeiros, mas o caminho do fogo nem sempre é previsto. De onde se espalhava, o fogo poderia seguir para o Passos dos Reis, ou continuar subindo a Serra da Batalha e atingir a Reserva dos Cambucás e a Fazenda de Lavrinhas. A distância, em kilômetros, entre o foco de incêndio e a Reserva é curta e não há barreiras naturais para impedir a propagação do fogo.
Por isso, não encaramos como precipitação e sim como preocupação.
Infelizmente pudemos constatar como nossa Reserva está extremamente vulnerável a situações como essa. E o incômodo é imaginar que, talvez, tenhamos que passar por por uma situação extrema para que alguma ação seja feita. Caso haja um foco de incêndio mais próximo a Reserva é provável que não haja tempo para protegê-la, porque será fácil alegar que o acesso é difícil, que é necessário vir um helicóptero, que a prioridade é para incêndio próximo à residências...
Mas, muito mais fácil do que apagar um incêndio é tomar providências para que ele possa ser impedido de atingir a área da Reserva, como a preparação de um acero ao seu redor (incluindo as áreas particulares com cobertura vegetal no entorno da Reserva). Talvez seja hora, também, de preparar voluntários que possam auxiliar o trabalho dos bombeiros nesta época do ano, em que nossa região fica vulnerável às queimadas.
Será necessário nos mobilizarmos para que as ações preventivas possam começar a acontecer.
Suas idéias e ações serão bem recebidas.



loading...


- Trilha De AniversÁrio
A SECAN, o Projeto Cambucás - Colégio Euclides da Cunha e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente , convidam para a... TRILHA DE ANIVERSÁRIO RESERVA DOS CAMBUCÁS Data 26 de outubro de 2008 Programação 7h 30min...

-
O CAMBUCÁ NA PRAÇA 18 anos da RESERVA DOS CAMBUCÁS 18 anos da SECAN 1989/2007 25/10 : Abertura da comemoração dos 18 anos da Reserva dos Cambucás e da SECAN Às 19 horas, no auditório da ACIACAN Comunicações: Educação Ambiental na Reserva...

- E O Fogo Continua...
O fogo continua seguindo seu caminho em direção à Reserva. Após subir a pedreira, ele segue através da mata. A Reserva continua vulnerável, já que não há nenhum plano de ação estabelecido para esta situação. Hoje, ao final da tarde, fomos...

- Visita Com Ensino Fundamental I
Em 27/06 fizemos uma visita à Reserva dos Cambucás com os alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental do Colégio Euclides da Cunha. Para a maioria dos alunos este foi o primeiro contato com a Reserva. Nesta visita os alunos puderam conhecer um pouco...

- A Reserva Dos Cambucás
A Reserva dos Cambucás é constituída por uma área remanescente de Mata Atlântica, localizada em um área denominada Bacia dos Cambucás. A área da Bacia dos Cambucás foi adquirida pelo poder público municipal na década de 40, do século XX e...



Plantas








.